Categoria: Tudo

Com sorriso na mão
Com sorriso na mão

14972038_1481006668583154_821669447_n

Neste 15 de novembro será comemorado o Dia Mundial da Adoção.  Qualquer pessoa pode participar, dando uma demonstração de apoio a quem adotou, foi adotado e àqueles que acreditam na família. Basta você desenhar uma carinha sorridente “smiley face” na sua mão, tirar uma foto e postar nas redes sociais usando a hashtag #diamundialdaadoção e #worldadoptionday.  Publique sua foto também na página do Facebook  https://www.facebook.com/livronuvemdeamor/?fref=ts. O objetivo principal da campanha é gerar um mundo sem órfãos.

Esta campanha foi criada nos EUA por Hank Fortener, fundador do siteAdoptTogether.org de financiamento coletivo para os custos do processo de adoção nos EUA. A família dele já adotou oito crianças de cinco países diferentes.

Bora lá? Todo mundo com um sorriso na mão em apoio à causa. Falar sobre adoção ajuda a diminuir o preconceito!

O menino em um delicado colar
O menino em um delicado colar

14971891_1280805525304838_350160828_n livroo livreto

 

A capa do livro “O menino que morava na nuvem” virou um colar especial, graças à habilidade da artista Claudia, do Papelim Arte em Papéis. É muita delicadeza!!! E olha que doçura o que ela escreveu para mim, na página dela do Facebook.

Uma família linda que tinha tanto amor… e um menino lindo que tudo o que precisava na vida era amor. Uma história que virou livro e um livro que depois virou colar, um presente de mãe pra filho.

Vai lá no site www.nuvemdeamor.com.br e conheça o livro: “O menino que morava na nuvem” e se emocione com essa história de amor tão especial!!

 

Obrigada, Claudia, pelas palavras e pelo empenho para transformar algo tão especial em arte.

Governo propõe prazo menor para adoção

Leia mais

 

 

O menino que morava na nuvem chega ao Colégio Magnum
O menino que morava na nuvem chega ao Colégio Magnum
Mais um dia de gratidão. Esta terça-feira (21/9), participei do Festival Literário Magnum (Flim), do Colégio Magnum, Unidade Cidade Nova, em Belo Horizonte (MG), lendo “O menino que morava na nuvem” para aproximadamente 200 crianças, entre 3 e 6 anos. Foram três seções de leitura. Curiosas, interessadas, com histórias e exemplos para contar, elas me divertiram e me surpreenderam com perguntas e comentários.
“Por que o menino morava na nuvem?”. “Tem mulher que não gosta de ficar com neném”. “Eu já vi um filme que tinha uma criança que morava no orfanato”. “Quando elas não têm pais, elas moram no orfanato?”. “Quando os pais morrem, elas ficam com quem?”. “Eu tenho um irmão, mas ele foi andar de moto, sofreu um acidente e hoje ele mora no céu”. “Eu já pedi à minha mãe um irmãozinho, mas ela ainda não tem namorado”. “Como que o boneco de massinha entrou no livro?”. “Eu gostei muito da sua história”. “Você é muito bonita!”

Crianças, realmente, são muito especiais. E elas merecem, sempre, a verdade, para crescerem seguras, amorosas e confiantes.

O meu agradecimento especial à Joísa Abreu, gestora educacional da Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais, e à Rosália Lopes, coordenadora do Maternal ao 2º período da Educação Infantil do Colégio Magnum, pela oportunidade e pelo carinho.
Compartilhando e recebendo amor
Compartilhando e recebendo amor

Esse sábado (17/9) foi dia de compartilhar minha história de adoção com dezenas de integrantes do Grupo de Apoio à Adoção de Belo Horizonte, o GAABH. A convite da querida Vanici Veronesi, uma das coordenadoras do grupo, participei, pela primeira vez, da reunião mensal, onde pude contar, também, sobre como surgiu a ideia do livro “O menino que morava na nuvem”.

Mas, mais do que contar minha experiência, fui presenteada com histórias lindas de amor incondicional, de fé, de esperança e de gratidão. Conheci uma família que adotou três irmãos e viu a vida se transformar de boa para maravilhosa. Emocionei-me com o relato de uma das filhas ao falar sobre o carinho e o amor dos pais adotivos. Ouvi atentamente o relato de uma moça que, já “desesperada” para se tornar mãe, cobrava agilidade no processo. Um mês depois, recebeu uma ligação para conhecer sua pequena, de 2 anos e meio. Um casal que possui filho biológico optou pela adoção tardia. O filho, ao conhecer a menina, dizia “irmã, eu esperei tanto por você”.

Pude semear esperança no coração de um casal e de uma moça que me revelaram que ainda aguardam uma criança. Conheci crianças adoráveis, doces e felizes. Pude aprender mais sobre adoção, do ponto de vista legal. Reforcei a certeza de que cada um tem sua própria história, seus anseios, sua forma de lidar com a espera. Enfim, foi um momento marcante. Mais uma vez, a vida me surpreendendo e me encantando com a riqueza da diversidade.

Confira alguns momentos pelas lentes de Riva Moreira.

Encontros e histórias
Encontros e histórias

 

O Armazém Dona Lucinha, no bairro São Pedro, em Belo Horizonte, foi o local escolhido para o segundo lançamento do livro “O menino que morava na nuvem”. Lugar aconchegante, onde a saborosa comida mineira e o chopp gelado combinaram muito bem com o dedo de prosa com os amigos. O astral elevado mais uma vez se fez presente.

Agradeço a atenciosa e encantadora Marcinha Nunes, filha de Dona Lucinha, que nos recebeu tão bem. Quis saber sobre o livro, sobre como o Marcelo chegou até nós e sobre mim. Gosto de gente que se interessa verdadeiramente pelo outro. Acho que o mundo está precisando muito de pessoas assim. Marcinha me lembrou que sua mãe, mesmo com 11 filhos, adotou duas crianças – Maria e Geraldo. Lançar um livro na “casa” de uma mulher de coração gigante, onde acolher os outros faz parte de sua natureza, teve uma energia especial.

Confira alguns momentos pela lente de Riva Moreira.

 

Sucesso e alto astral no lançamento do livro
Sucesso e alto astral no lançamento do livro

Foi lindo e mágico o lançamento do meu livro “O menino que morava na nuvem”, neste sábado (16/7) de céu azul, de avenidas coloridas por ipês rosa e de astral maravilhoso. Muita gente querida esteve presente. A alegria e a pureza das crianças deixaram a Asa de Papel Café e Arte ainda mais especial. O meu mais profundo agradecimento à minha família, aos meus amigos e aos meus colegas, que contribuíram para tornar esse momento inesquecível.

Em especial, agradeço ao Álvaro Gentil, da editora Ramalhete, pelo apoio e incentivo; ao Flávio de Souza, pela dedicação e minúcia ao modelar as personagens em massinha para ilustrar o livro; ao Riva Moreira, por fotografar cada cena da publicação; e à Cibele Ramos, da Medida do Encantamento, pela consultoria de imagem.

Confira os momentos, pela lente de Riva Moreira.

Lançamento do livro
Lançamento do livro

Lançamento: O livro O menino que morava na nuvem será lançado no dia 16/7/2016 (sábado), na Asa de Papel Café e Arte. O espaço fica na Rua Piauí, 631, no bairro Santa Efigênia, no quarteirão fechado entre Avenida Brasil e Rua Francisco Sales. Espero você lá da 10h às 13h.